retorna
  :: Artigo selecionado
  ESTRUTURA DA POPULAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DO PINTADO AMARELO, Pimelodus maculatus (SILURIFORMES, PIMELODIDAE), NA ÁREA D
12/04/2010
Estudo da espécie Pimelodus maculatus na região do Alto Rio Uruguai.

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Ecologia
Ecologia de ecossistemas
Limnologia
Manejo e conservação
Meio ambiente
Informática
Bioestatística


Francielle Cristina Luiz RAMOS[1]; Gilza Maria de SOUZA-FRANCO[2]; João Carlos MADALOZ FILHO[3]; Cristiano ILHA[4]; Jerri André BERTO4; Regis Canton[5].

 

 

Introdução: O Pimelodus maculatus, conhecido popularmente como mandi-amarelo, possui ampla distribuição geográfica e é considerado como uma espécie generalista com amplo espectro ecológico. É uma espécie abundante e importante na pesca comercial com ótima aceitação pelo mercado consumidor. De hábito alimentar onívoro com tendência à ictiofagia, com ampla plasticidade da dieta. OBJETIVO: Analisar e verificar a estrutura e a distribuição espacial do Pimelodus maculatus nos ambientes amostrais na área de influência da UHE Foz do Chapecó. METODOLOGIA: As coletas foram realizadas trimestralmente em junho/2007 a março/2008 em 13 pontos amostrais (seis pontos no canal principal e sete pontos em rios tributários). As artes de pesca empregadas foram redes de espera de malhas 2, 3, 4, 5, 7 e 10 cm entre nós, com 10 metros de comprimento para riachos e lajeados e com 20 e 50 metros para os rios, além de redes feiticeiras malhas 4/20 cm sobrepostas com 30 metros de comprimento e espinhéis com 50 anzóis. Após a despesca, identificação das espécies e obtenção das biometrias de rotina, os exemplares foram identificados seguindo bibliografia específica. RESULTADOS: Foram coletados 90 indivíduos, sendo que a maior abundância relativa foi verificada nos pontos localizados no rio Uruguai (80,24 %). Entretanto dos tributários analisados no rio Passo Fundo (RPF) foi registrada abundância relativa mais elevada (14,4 %). Para o rio Lajeado Bonito (RLB) e no ponto localizado a montante do barramento, região central (URC) não foi registrada nenhum exemplar. Quanto aos dados referentes à biologia foi registrada a maior abundância de fêmeas (78 %), entretanto, a maioria apresentava índice gonadossomático (IGS) baixo, característico de espécies imaturas ou em maturação. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Pimelodus maculatus é uma espécie abundante e de grande importância comercial, pois tem ótima aceitação no mercado consumidor. O monitoramento do hábitat do Pimelodus maculatus, também indica o nível de preservação e conservação dos pontos amostrados. A concorrência pelo alimento pode influenciar as dietas por meio de alterações nos níveis de abundância de recursos, modificações na distribuição espacial e no comportamento pela segregação interativa. Pela ampla distribuição nos pontos amostrados (11 dos 13 pontos de coleta) pode-se confirmar a condição euriecológica dessa espécie, que é conhecida por habitar diferentes ambientes e possuir alta plasticidade. A alta abundância de fêmeas registradas predispõe a perpetuação da espécie nos diversos ambientes, indicando a riqueza dos pontos de coleta. Sendo assim, estudar a estrutura e a distribuição é fundamental para conservação e manejo da espécie.

 

Palavras-chave: peixes; pimelodidae; rio Uruguai;

 

Fonte Financiadora: FAPE/Unochapecó, Foz do Chapecó Energia.

 



[1] Bióloga, Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais – Grupo de Estudos Ambientais da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai - Unochapecó.

[2] Orientadora, Dra. em Ciências Ambientais; Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais - Grupo de Estudos Ambientais da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai - CCAA/Unochapecó, Orientadora.

[3] Acadêmico do Curso de Ciências Biológicas – Grupo de Estudos Ambientais da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai – Unochapecó/Bolsista PIBIC/art170.

[4] Acadêmicos do Curso de Ciências Biológicas – Grupo de Estudos Ambientais da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai - Unochapecó.

[5] Eng. em Aqüicultura, Me. em Aqüicultura, Grupo de Estudos Ambientais da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai - Episcar / Instituto Regional para o Desenvolvimento Sustentável.


Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=39773430


 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade