retorna
  :: Artigo selecionado
  APRESENTAÇÃO DO DIAGNÓSTICO DA SITUAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE CURITIBA
19/03/2017

VANESSA PIMAZONI CORTES
PR - CURITIBA
Um breve histórico sobre a Análise dos resíduos sólidos gerados no municipio de Curitiba-Pr, em 2016

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Meio Ambiente e Biodiversidade
Gestão e Tratamento de Efluentes e Resíduos


diagnóstico da situação dos resíduos sólidos no município de Curitiba - 2016

HISTÓRICO: 

Os habitantes da região central de Curitiba são os que mais conhecem o trabalho da Educação Ambiental e da fiscalização da PMC. Já os moradores dos bairros mais distantes do Centro, como CIC, Fazendinha, Parolin, Tatuquara, Campo de Santana e tantos outros são os que mais sofrem pela deficiência de orientação. Há ainda aqueles moradores que vivem em leitos de rios e fundos de vale que desconhecem totalmente uma educação ambiental. Tentam de qualquer forma desviar o leito do rio (com entulhos) para que seus casebres não sofram com possíveis alagamentos. Ou, enxergam o rio como desova de seus imobiliários inservíveis, achando que a água os levará para bem longe, sem pensar ou ao menos imaginar que esta atitude é reprovável e incorreta. Descartam este material sem a orientação devida, como se fosse a maneira correta e normal.

DADOS COMPARATIVOS:

Em 2006, foram autuados 45 estabelecimentos comerciais, e notificados 156. De 2007 até 2010, o número de autuações aumentou consideravelmente para 300% e as notificações tiveram uma queda de 100%, o que significa que faltou orientação à população quanto a correta postura dos Resíduos Sólidos.

Em 2010, as autuações chegaram a 294 enquanto as notificações ficaram em 129 para os estabelecimentos comerciais. Só no mês de dezembro foram autuados 84 estabelecimentos  para 24 notificações aplicadas perfazendo entre 2 ou 3 multas/dia. Quantidade considerada alta em se tratando da área central de Curitiba. Nota-se que na periferia da cidade não houve nem orientação e nem infrações por falta de fiscais e da educação ambiental em trabalho conjunto , já que nestes locais existem muitas irregularidades. 

De 2006 até 2012 houveram 1097 autuações para 1174 notificações.

No ano de 2012, verificou-se que 43% dos estabelecimentos comerciais foram autuados por disporem os seus Resíduos Sólidos á coleta pública antes do horário determinado pela PMC; 36% por não separarem corretamente seus resíduos sólidos; 7% por lançarem os resíduos sólidos em via pública ou local não autorizado pela PMC; 7% pelo mau acondicionamento dos resíduos sólidos e 7% por disporem seus resíduos sólidos fora da testada do imóvel gerador.

Neste mesmo ano, verificou-se que 20% dos estabelecimentos comerciais foram notificados disporem os seus Resíduos Sólidos á coleta pública antes do horário determinado pela PM; 20% por não separarem corretamente seu resíduos sólidos; 40% por lançarem os resíduos sólidos em via pública ou local não autorizado pela PMC; 20% pelo mal acondicionamento dos resíduos sólidos. 

Em meados de 2013, durante trabalho de fiscalização, notou-se que nos bairros mais pobres e populosos de Curitiba (como: CIC, Fazendinha, Sítio Cercado, Tatuquara, Campo de Santana, Portão), ainda existe a carência de informações quanto ao que fazer com o “lixo” ou como proceder com os restos de construção civil (caliças/entulhos).

Nos meses de Janeiro, Fevereiro e Março deste ano de 2013, foram notificados 57 estabelecimentos comerciais e residenciais sendo que apenas em março/13 foram emitidas 25 notificações, quase uma/dia. Deste total, 28,07% foram notificados para a remoção de resíduos sólidos e resíduos de construção civil dispostos irregularmente em via pública ou lugar não autorizado pela PMC; 14,03%  foram notificados para a limpeza de sua lixeira; 10,53%  foram notificados para a limpeza da via pública devido ao chorume oriundo dos resíduos orgânicos ou resíduos esparramados; 12,28% foram notificados pelo mal acondicionamento de seus resíduos; 8,77% por apresentarem seus resíduos sólidos orgânicos e recicláveis fora do horário determinado pela PMC. Os outros 26,32% estão distribuídos em cumprir com as determinações contidas no Decreto Municipal 983/04 (correta postura dos resíduos sólidos orgânicos e recicláveis).

E, em todas as notificações aplicadas existe a falta de orientação e informação sobre os resíduos sólidos, e sobre a Legislação que os rege.

 

Referências Bibliográficas utilizadas  

Todos esses dados foram fornecidos pelo Departamento de Limpeza Pública (MALP), desta Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA).


VANESSA PIMAZONI CORTES
PR - CURITIBA

Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=3777353030


 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade