retorna
  :: Artigo selecionado
  Sobre a Arborização Urbana de Nova Prata
19/03/2012

JOAO AUGUSTO BAGATINI
RS - NOVA PRATA
Artigo escrito em abril de 2006 para Encarte de Meio Ambiente no Jornal Correio Livre, de Nova Prata, RS. Aborda noções gerais da situação da Arborização Urbana naquela cidade, para compreensão da população em geral sobre o assunto.

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Meio Ambiente e Biodiversidade
Arborização Urbana
Educação Ambiental
Gestão Ambiental
Inventário, Manejo e Conservação da Vegetação e da Flora
Paisagismo


                  Meu nome é João Augusto Bagatini, sou o Biólogo da Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente - SEPLAN, responsável pelo manejo da Arborização Urbana no município de Nova Prata.

                 Gostaria de apresentar neste pequeno texto algumas considerações sobre a Arborização Urbana de Nova Prata, na tentativa de esclarecer algumas práticas que estão sendo adotadas durante o trabalho com as árvores da via pública e que provavelmente têm gerado polêmica em parte da população pratense.

                Não podemos negar a importância das árvores no cotidiano das cidades. Os benefícios que a arborização urbana traz às cidades e seus habitantes são diversos, como amortização de ruídos, fixação de poeiras, conforto térmico no verão pela produção de umidade e sombreamento, proteção da fauna de aves do meio urbano, e, por fim, a harmonização do ser humano com o ambiente natural, agindo sobre o bem-estar físico e psíquico das pessoas.

É comum, para pessoas observadoras, encontrar árvores no meio urbano que foram plantadas em locais impróprios pela simples falta de planejamento ou desconhecimento sobre o porte que as espécies podem alcançar quando adultas. Estas árvores sofrem ao longo de suas vidas um manejo agressivo, com uso de podas periódicas, tentando-se conter o crescimento natural delas para adequar suas formas e características ao espaço físico a elas destinado. E não precisamos caminhar muito pelas calçadas de Nova Prata para encontrar casos de árvores de grande porte crescendo sob a fiação da rede elétrica e telefônica, criando um conflito permanente entre os galhos e a fiação. Ou então, nesses meses de maio e junho, quando são feitas as tradicionais e infundadas podas que removem completamente a copa de árvores, geralmente cinamomos, feitas pelo próprio morador para evitar o uso da vassoura quando as plantas começam a perder as folhas no outono. Chamo a atenção que isto é apenas tradição, e não uma técnica adequada de manejo das árvores! As podas drásticas descaracterizam o porte original das árvores, provocando danos ao tecido lenhoso por apodrecimento contínuo da madeira, comprometendo algumas vezes a sobrevivência das mesmas.

Há uma grande polêmica em Nova Prata sobre os jacarandás da Avenida Borges de Medeiros, onde as opiniões contrárias a eles enfatizam que a espécie causa dano ao pavimento, entupimento de calhas, sombra no inverno. Será que estas pessoas lembram do inegável valor paisagístico e sombra agradável que as árvores propiciam no verão? Será que estas pessoas lembram que estão vivendo em cima da Serra Gaúcha, onde o frio é intenso naturalmente em função da altitude? Ou seja, como seria ficarmos sem a necessária sombra durante os seis meses quentes do ano?

Em Nova Prata, as árvores das vias e calçadas de passeio são consideradas patrimônio público, devendo ser protegidas e respeitadas por todos os munícipes. A arborização urbana é responsabilidade da Prefeitura Municipal de Nova Prata, ou seja, o plantio, a seleção das espécies e as podas de manutenção devem ser realizadas exclusivamente por funcionários técnicos e operacionais da Prefeitura. Isto significa que nenhum morador pode simplesmente podar ou abater a árvore que está plantada na sua calçada por não gostar da espécie ou por ela estar prejudicando a vista de sua moradia, ou qualquer outro motivo. É muito importante percebermos que as árvores não dependem da poda anual para viverem; ao contrário, as pessoas é que se beneficiam de alguma ou outra forma com as podas, sem considerar a vitalidade da planta.

                  Portanto, aqui fica a orientação: caso você sinta-se prejudicado pela presença da alguma árvore em sua rua, procure logo a Prefeitura Municipal de Nova Prata, especificamente a Secretaria de Planejamento e Ambiente – SEPLAN e o Viveiro Florestal, através do telefone 3242-8200 ou 8234, registrando seu pedido de poda. Tão logo quanto seja possível, tomaremos as medidas necessárias, utilizando técnicas apropriadas e seguras para a realização dos serviços.


JOAO AUGUSTO BAGATINI
RS - NOVA PRATA

Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=3677323436


Imagens / Fotos do Artigo 
  Vista da Avenida borges de Med ...
  Manejo da arborização buscando ...
  Jacarandá florido, um espetácu ...
  Coloretéria ou árvore-da-china ...

 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade