retorna
  :: Artigo selecionado
  Distribuição potencial de ocorrência do psilídeo Triozoida limbata no Brasil.
06/10/2016

TALITA BENEDCTA SANTOS KUNAST
PR - CAMPINA GRANDE DO SUL
Resumo publicado nos anais do XIV Evinci (Evento de Iniciação Científica) da Embrapa Florestas, no ano de 2015. Com minha autoria e colaboração dos pesquisadores Marcos Wrege e Dalva Luiz de Queiróz.

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Meio Ambiente e Biodiversidade
Inventário, Manejo e Conservação da Fauna
Mudanças Climáticas


Psidium guayava (Myrtaceae), conhecida popularmente como goiabeira, é encontrada em quase todas as regiões tropicais e subtropicais no mundo. A cultura dessa espécie é de grande importância social e econômica no país, que é um dos maiores produtores mundiais, com safras anuais de aproximadamente 300 mil toneladas de frutos.

Embora seja uma planta de fácil adaptação, não está imune aos problemas fitossanitários, apresentando mais de 100 espécies de insetos associados, entre eles o psilídeo Triozoida limbata (Enderlein, 1918 ) (Hemiptera: Triozidae). O sintoma de ataque na goiabeira é o enrolamento das bordas das folhas, onde podem ser observados insetos imaturos. Inicialmente, as bordas apresentam-se amareladas ou avermelhadas, evoluindo para um aspecto necrosado, o que diminui a área foliar e acarreta o comprometimento da produção.

Neste trabalho, foram coletadas em campo as coordenadas geográficas latitude e longitude de ocorrência de T. limbata para estudar os locais de ocorrência do psilídeo e fazer a relação com as variáveis climáticas. Os dados foram criteriosamente analisados e organizados em planilhas, as quais foram completadas com mais dados de ocorrência obtidos em revisão bibliográfica e consulta ao banco de dados do Centro de Referência em Informação Ambiental (CRIA).

Esses dados foram modelados espacialmente usando o programa Open Modeller, que relaciona pontos georreferenciados de ocorrência da praga com mapas de clima, por meio de algoritmos matemáticos. Os dados foram analisados no programa ArcGIS e obteve-se, como resultado, a predição de ocorrência do inseto no Brasil. Esse resultado é importante para auxiliar no combate a essa praga, apontado as regiões em que a ocorrência é mais comum e onde devem ser priorizadas medidas sanitárias de controle.

A ocorrência mais comum, associada à goiabeira, foi nas regiões norte, sudeste e centro oeste do país. Na região sul, a maior ocorrência foi verificada no norte e no noroeste do Paraná, principalmente no Vale do Paraná, na divisa com o Mato Grosso do Sul. Nas demais regiões do sul não foi verificada ocorrência significativa do psilídeo.

Com as mudanças climáticas, os cenários climáticos futuros apontam para aumento da área de ocorrência, expandindo-se mais para a região sul do Brasil nas zonas de maior altitude, onde antes essa praga, associada à goiabeira, não era prevista.

 

Palavras-chave: psilídeo; pragas da goiabeira; predição de ocorrência; mudanças climáticas globais.

 

Apoio/financiamento: Embrapa (projeto MP2: 'Manejo e biodiversidade de Psylloidea associados ao sistema integração lavoura-pecuária-floresta e à citricultura no Brasil').


TALITA BENEDCTA SANTOS KUNAST
PR - CAMPINA GRANDE DO SUL

Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=3577343739


 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade