retorna
  :: Artigo selecionado
  SANGUE: Fonte de Vida
10/01/2018
Além de sua grande importância para a medicina, o sangue é vital para a vida. Observou-se que a escassez desse liquido denso e viscoso é nacional, e não seria diferente no município de Cerejeiras - RO.

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Saúde
Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Sangue e Hemoderivados


Área do Trabalho

Biologia

Trabalho de Iniciação Científica

Título

SANGUE: Fonte de Vida

Instituição de Fomento:

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia/Campus Colorado do Oeste

Autores

Erínea Raquel Pereira Almeida (erinea.raquel.bebe@hotmail.com), Gelson Pereira Leidemer (lagartopb18@hotmail.com), Mirian Angélica Alves da Silva (miriamesilva@hotmail.com), Tassiane Hupalo (tassianehupalo@hotmail.com)

Sérgio Nunes de Jesus

Prof. Dr./Orientador – Depto. Biologia - IFRO

Instituição

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia/Campus Colorado do Oeste

Palavras-Chave

Sangue, Vida, doação  IFRO.

 

Introdução: Além de sua grande importância para a medicina, o sangue é vital para a vida. Observou-se que a escassez desse liquido denso e viscoso é nacional, e não seria diferente no município de Cerejeiras - RO. Vale salientar que a doação de sangue é gratuita e tem como principal objetivo salvar vidas, sendo que a maioria das pessoas não possui essa visão social.

Métodos: Durante o mes de maio do ano de 2011, utilizamos de pesquisas bibliográficas, reuniões de estudo, debates, entrevistas com populares e profissionais qualificados na área abordada e observações práticas em laboratórios especializados em coletas e armazenagem das bolsas sanguíneas, aumentando assim nosso conhecimento e senso crítico nesse assunto de elevada importância do fluxo da vida humana.

Resultados e discussão: Em média é gasto mais de cinco mil reais para se fazer uma campanha de doação, tendo como retorno uma quantidade mínima de arrecadação. Atualmente as pessoas que mais doam são de classe social baixa, tendo como objetivo a ajuda ao próximo.  É importante salientar que a maioria das pessoas que não doam sangue tem certo receio, ou de contrair doenças ou por mitos populares, além do mais, essas pessoas são leigas em informação. E também existem aquelas pessoas que doam por interesse, fugindo assim do foco da solidariedade, mas que não deixa de valer.

 Conclusões: Constatamos a partir da pesquisa em questão, que as campanhas para doação de sangue enfrentam grande dificuldades em conscientizar as pessoas do município de Cerejeiras, em conseqüência disso, é baixo o estoque das bolsas de sangue, sendo arrecadadas em média apenas 50 a cada movimento desse porte, apesar da cidade ter uma população superior a quinze mil habitantes. Em resumo, são poucas bolsas arrecadadas para muitos que precisam.


Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=3477353338


 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade