retorna
  :: Artigo selecionado
  Coworking para biólogos?
18/05/2016

JOSE RENATO CELONI DOMBROSKI
SC - FLORIANOPOLIS
Mais que uma opção interessante, o coworking une e propicia o convívio social de profissionais autônomos que se encontram isolados em suas residências e carecem de uma rede de contatos.

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Meio Ambiente e Biodiversidade


Coworking para Biólogos?

Você provavelmente tem aquele seu colega de turma ou de trabalho o qual já perdeu contato há muito tempo e que poderia fazer parte da sua rede de contatos profissionais ou “networking”. Ferramentas como o linkedIn já vem facilitando o acesso a uma rede de profissionais e oportunidades de trabalho, por outro lado não propicia o encontro no mundo off-line ou o convívio social de profissionais autônomos para compartilhamento de valores, ideias e experiências que se perde no isolamento dos home-offices. Se você busca aumentar seu networking com biólogos ou outros profissionais de diferentes áreas, se sente isolado na modalidade home-office e não quer ter o gasto de criar e manter um escritório próprio, uma boa alternativa é o coworking. 

Este espaço de trabalho compartilhado por profissionais autônomos surgiu nos Estados Unidos em 2005 e chegou ao Brasil em 2008. De lá pra cá, centenas de escritórios se espalham pelo Brasil e em Curitiba não é diferente. Nesta linha o coworking vai se segmentando e a área de meio ambiente, claro, não ficaria de fora desta modalidade de trabalho que une profissionais de diferentes áreas de atuação, incluindo os biólogos. Estudos ambientais para licenciamento de atividades em diferentes setores da economia necessitam de especialistas nas áreas de herpetologia, entomologia, ictiologia, botânica entre outras. Na maioria dos casos, durante e após execução dos serviços contratados, não é formada rede de contatos ou networking que auxiliaria em muito no enriquecimento profissional, melhoria no atendimento a clientes e no incremento de oportunidades de trabalho.

A empresária e advogada Raquel Dombroski de Curitiba é uma das pessoas que apostaram nesta ideia e disponibiliza um coworking segmentado para a área ambiental com espaço físico para biólogos, profissionais autônomos, constituírem uma rede de trabalho. “Constantemente precisamos de biólogos especialistas em avifauna, mastofauna, herptofauna, por exemplo, para um licenciamento ambiental e carecemos de uma rede concisa destes profissionais” diz a empresária. Por um valor mensal, o Projeto Coworking Ambiental disponibiliza espaço de trabalho para os profissionais da área com toda a infraestrutura necessária para o desenvolvimento das atividades diárias. 

Ainda segundo a empresária “a associação de profissionais autônomos é sem qualquer vínculo empregatício ou de exclusividade, estando o profissional livre para ter seus próprios clientes, optando ou não pelo auxilio do grupo. O profissional pode aderir fazendo parte da rede de networking, ou optando apenas por trabalhar no espaço”. “Além de proporcionar o espaço para o desenvolvimento dos trabalhos do dia a dia o projeto disponibiliza reuniões semanais de integração, workshops, cursos, oficinas temáticas e palestras ministradas no próprio coworking ou em parceria com diferentes instituições” continua a idealizadora do projeto.

Mais que uma opção interessante, o coworking une e propicia o convívio social de profissionais autônomos que se encontram isolados em suas residências e carecem de uma rede de contatos.   

 


JOSE RENATO CELONI DOMBROSKI
SC - FLORIANOPOLIS

Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=3177343637


 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade