retorna
  :: Artigo selecionado
  Prevalência de Parasitoses Intestinais em Estudantes de uma Escola Pública do Município de Vitória, Espírito Santo, Brasil
04/06/2013

RONEY RODRIGUES GUIMARAES
RJ - RIO DE JANEIRO
Parasitologia Humana; Enteroparasitoses; Helmintíases... Autores: Alci Ramos Boechat Roney Rodrigues Guimarães

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Meio Ambiente e Biodiversidade
Inventário, Manejo e Conservação da Fauna


As enteroparasitoses ou parasitoses intestinais destacam-se entre os principais problemas de saúde pública no Brasil, estando relacionada, por vezes, a fatores econômicos e sócio-ambientais. São doenças provocadas por parasitos que habitam o intestino do hospedeiro comumente, em diferentes segmentos. O parasitismo é uma relação interespecífica e desarmônica, em que uma espécie: - o parasita; utiliza o organismo de outra: - o hospedeiro, como hábitat e fonte de alimento, necessariamente causando-lhe prejuízos. Dentre os exemplos de parasitas humanos pode-se citar: - vírus, bactérias, fungos, protozoários e helmintos.No grupo dos helmintos, as espécies mais encontradas no homem são: Ascaris lumbricoides, Trichuris trichiura, os Ancilostomídeos - Necator americanus e Ancylostoma duodenale - e o Strongyloides stercoralis, representando os nematelmintos, que são os vermes cilindricos. Taenia solium, Taenia saginata, Hymenolepis nana e Schistosoma mansoni representam os platelmintos, que são vermes achatados. No grupo dos protozoários, destacam-se Entamoeba histolytica e Giardia lamblia, como os patogênicos e Endolimax nana, Iodamoeba bustichilli e Entamoeba coli, como os não patogênicos. O presente estudo teve como objetivo levantar a prevalência de enteroparasitoses em estudantes de uma escola pública municipal de Vitória-ES; averiguar as condições sanitárias que os cercam e verificar o conhecimento que a comunidade do entorno possui acerca do tema abordado. A pesquisa foi realizada com alunos da 1ª e 2ª séries da Escola Municipal de Ensino Fundamental Rita de Cássia Oliveira, localizada no bairro Resistência, município de Vitória-ES. Foram feitos exames laboratoriais através do método Coprotest, em 77 estudantes, dos quais trinta e cinco apresentaram resultados positivos. A prevalência geral de helmintos e protozoários foram de 45,45% sendo que, 40% do total de meninos e 50% do total de meninas estavam parasitados. Os parasitos com maior prevalência foram a Entamoeba coli (20%), seguida da Giardia lamblia (14,29%) e Ascaris lumbricoides (8,57%). Aproximadamente, 34,3% das amostras positivas apresentaram poliparasitismo. De acordo com os questionários aplicados verificou-se que 98,2% das casas possuem água encanada e 96,4% das residências estão ligadas ao sistema de tratamento de esgotos, sendo o lixo recolhido em todas as casas da região. Os dados permitiram identificar um significativo índice de casos de enteroparasitoses na área em estudo, o qual encontrar-se relacionado à falta de conhecimento acerca do assunto. Os resultados apresentados implicaram na elaboração de propostas que visam amenizar tal situação.

RONEY RODRIGUES GUIMARAES
RJ - RIO DE JANEIRO

Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=3177333338


 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade