retorna
  :: Artigo selecionado
  A TECNOLOGIA E MEIO AMBIENTE A ESPERANÇA
31/12/2017

GIOVANNI ARCHIDIACONO
SP - SANTOS
São protótipos,em funcionamento que estão subsistindo as pilhas e baterias convencionais, com excelente vantagens durabilidade estima-se um tempo de 15 a 20 anos, mas podem ser 100% recicladas.

Área(s) de Atuação que o Presente Artigo trata
Biologia
Meio Ambiente e Biodiversidade
Educação Ambiental


A TECNOLOGIA E MEIO AMBIENTE

A parceria que esta dando bons resultados.

A possibilidade do Super-capacitor de substituir pilhas e baterias é promissora para o planeta, o meio ambiente não seria contaminado com zinco, chumbo, grafita dióxido de manganês, carvão, ácidos etc. A transição é complexa, envolve muitos estudos projetos e custos. Nick Holonyak, Engenheiro norte-americano inventou em 1962 o primeiro LED em espectro visível. Um ano depois, declarou na revista tradicional da época a Reader’s Digest que as lâmpadas de LEDs substituiriam as incandescentes inventadas por Thomas Edison. Nesses 55 anos o LED foi aperfeiçoado, potencializado e o super-led e aos pouco, foi sendo incorporados em vários equipamentos eletrônicos, monitores, TV, laser, gravadores a laser DVD etc. As lâmpadas incandescentes e as fluorescentes começaram a ser substituídos, como foi previsto em 1962, mas no começo as lâmpadas LED eram feitas artesanalmente por pequenas empresas. Hoje as lâmpadas LED já industrializadas substituíram quase 100% das lâmpadas tradicionais, para o meio ambiente foi ótimo, tecnologia e meio ambiente, a grande parceira! É um cenário semelhante ao das baterias e pilhas tradicionais que aos poucos serão substituídas por super-capacitores que serão inseridas ao cotidiano. Já podem ser instaladas em alguns aparelhos com os super-capacitores que se adaptaram muito bem com as células fotovoltaicas. Alguns aparelhos já estão funcionando muito bem com essa tecnologia, acredito que todos podem fazer o mesmo. O que vamos explorar é uma das muitas funções que esse componente eletrônico fantástico tem de armazenar e descarregar, como se fosse um tanque. Trabalhando dentro do nominal  especificado pelo fabricante, na faixa de 2,7VDC, e pode chegar até 4 amperes na temperatura ambiente, esse componente eletrônico pode durar muitos anos, estima-se em 15 a 20 anos. A sua capacidade de armazenagem é fantástica. São necessários mais de 106 mil capacitores comuns de 4700µF, para se obter a mesma capacidade de armazenagem de um super-capacitor 500F. É um componente que pode ser aumentada a potencia, tanto na armazenagem como na tensão, associando em serie ou em paralelo. É um longo caminho, mas alguém tem que começar. É a genialidade do homem superando obstáculos, o que era impossível e imaginável hoje é possível. Se consumirem menos pilhas, menos pilhas serão fabricadas, com a soma de pequenas soluções que chegaremos à grandes soluções. O planeta agradece.

 

 

Tecnologia


GIOVANNI ARCHIDIACONO
SP - SANTOS

Indique este Artigo enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?txt=3077353335


Imagens / Fotos do Artigo 
  Protótipo

 retorna

 

  :: Pesquisa Artigos
contenha a palavra 
Regional 
Nome do(a) Biólogo(a) 


pesquisar



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade