retorna
  :: Notícia selecionada
12/07/2012  Educadores Ambientais se reúnem com especialistas para diálogos em torno da Rio+20
ANNE STELLA PERILLI FURTADO
PR - FOZ DO IGUAÇU

No dia 18 de maio, facilitado pela Nativa Socioambiental, realizou-se no município de Medianeira – PR, o 2° Encontro do Programa de Formação de Educadores Ambientais – FEA/2012, envolvendo três núcleos formativos: Cascavel, Foz do Iguaçu e Marechal Cândido Rondon e outras representatividades dos 29 municípios da Bacia do Paraná 3, atingindo um público de mais de 400 pessoas.

O encontro teve como tema: Diálogos da Bacia do Paraná 3 em torno das questões chaves da Rio+20 – Economia Verde, Erradicação da Pobreza e Governança Global e foi apresentado por meio de mesa redonda com especialistas renomados: Ladislau Dowbor, Economista e Professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Cândido Grzybowski, Sociólogo e Diretor do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas – IBASE, Luiz Antônio Ferraro Júnior, Diretor de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia e o mediador Nelton Miguel Friedrich, Diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu Binacional.

A apresentação do professor Ladislau Dowbor sobre os desafios ambientais e a necessidade de uma mudança individual e coletiva possibilitou a reflexão de que a ética de transformação deve estar centrada no que cada um de nós contribui para a melhoria do planeta, e não no quanto consegue acumular de riqueza. Dowbor ressaltou a importância da governança participativa para assegurar a eficiência democrática dos processos sociais, ambientais e econômicos. Apresentou pontos referenciais e desafios da Rio +20 enfatizando o poder de mobilização de todos.

No Encontro, o que não faltou foi entusiasmo. Com atenção às palavras do palestrante Luiz Ferraro, a transformação depende da ação conjunta, da união de saberes, de força, de vontades. Ele destacou a grandiosidade do movimento de educação ambiental que acontece na BP3, que se tornou uma grande rede colaborativa porque as pessoas que dele participam sentem alegria em trabalhar coletivamente.

O sociólogo Cândido Grzybowski fez suas considerações sobre as mudanças nas relações e a necessidade de incorporar a visão coletiva, em que é imperativo o resgate dos conceitos éticos para com a vida, cuidado da convivência e compartilhamento, justiça social e ambiental e do direito e das responsabilidades humanas.

Na oportunidade, também foi celebrada a parceria de 10 anos entre Itaipu Binacional e Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, além do Lançamento do Concurso de Boas Práticas Ecopedagógicas dos espaços educativos da BP3.

Para a participante do FEA, da cidade de Guaíra, Maria J. Amaral, o encontro fez refletir sobre as políticas públicas que precisam ser revistas, de maneira que o Brasil veja a questão ambiental de forma mais inteligente, com ética do cuidado.

“Foi um dos melhores momentos do FEA, em que senti a força que temos. Parece que estamos sempre sozinhos e quando alguém fala que nossa força está na união, isso é muito motivador”, destacou Marilene G. Camillo, de Toledo que participa do FEA desde 2005.

Essa ação faz parte do Programa de Educação Ambiental da Itaipu Binacional, no contexto do Cultivando Água Boa, desenvolvido nos 29 municípios da BP3.

Para mais Informações Clique em:
nativasocioambiental.com.br/blog/

ANNE STELLA PERILLI FURTADO
PR - FOZ DO IGUAÇU

Indique esta Notícia enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?idNtc=3777363931


 retorna


 :: Pesquisa Noticias
contenha a palavra 

pesquisar
opções
avançada



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade