retorna
  :: Notícia selecionada
16/09/2011  RodoSol e PUC/RS - parceiras em banco genético de carnívoros
ANDREAS KIEKEBUSCH
ES - GUARAPARI

O Programa de Monitoramento de Fauna Silvestre Atropelada, desenvolvido pela Rodosol no Espírito Santo, já vem contribuindo para pesquisas sobre a fauna brasileira, obtendo destaque no país. A concessionária capixaba firmou parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS) para incrementar o banco genético nacional de carnívoros, contribuindo com exemplares capixabas para alimentar a pesquisa.

O banco de dados serve para, a partir da variabilidade genética, estimar a viabilidade da manutenção das populações carnívoras, traçar a migração dessas populações, suas áreas de ocorrência e sua dispersão entre os diversos biomas brasileiros. Além disso, informações coletadas podem ser utilizadas para avaliar a saúde desses indivíduos e auxiliar na criação de programas, projetos e dispositivos que assegurem a preservação dessas espécies.

A Rodosol é a única concessionária de rodovia no país a participar da composição desse banco de dados. O convite para integrar o projeto foi feito pelo biólogo capixaba Paulo Chaves, que é mestrando do Centro de Biologia Genômica e Molecular da PUC/RS e idealizador do projeto.

Segundo Andreas Kiekebusch, coordenador do Meio Biótico da Rodosol, a empresa foi procurada há sete meses para ceder material genético para pesquisa. Com a obtenção da licença do Ibama para a coleta e transporte do material, os lotes serão repassados periodicamente para a PUC/RS. O biólogo Paulo Chaves veio buscar nesta segunda, dia 8 de janeiro, o primeiro lote que será utilizado na pesquisa.

O projeto, realizado pelo Centro de Biologia Genômica e Molecular da PUC/RS juntamente com o Ibama e o Centro Nacional de Conservação de Predadores Naturais (Cenap), tem como objetivo identificar as variações genéticas das diferentes populações de carnívoros brasileiros e coletar informações dessas populações em todo o território nacional.

?O Programa de Monitoramento da Fauna Silvestre Atropelada, realizado pela Rodosol no Espírito Santo, é uma importante fonte de informação e é reconhecido pela contribuição no conhecimento sobre a fauna silvestre. Os animais que são encontrados mortos na rodovia são levados para laboratório, onde são feitas pesquisas. Depois de analisado, o material é fornecido a faculdades e universidades do Espírito Santo, sendo utilizados para apresentação de trabalhos científicos e trabalhos de conclusão de cursos, ressaltou Andreas Kiekebusch.


ANDREAS KIEKEBUSCH
ES - GUARAPARI

Indique esta Notícia enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?idNtc=3777343738


 retorna


 :: Pesquisa Noticias
contenha a palavra 

pesquisar
opções
avançada



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade