retorna
  :: Notícia selecionada
03/07/2014  Bogotá será sede mundial da Rio+20 por ganhos em desenvolvimento sustentável
JOSÉ GILBERTO DE AGUIAR
PR - UMUARAMA

Bogotá foi escolhida por Nações Unidas como sede mundial para acompanhamento dos objetivos Rio+20 por seu compromisso com a mudança climática e suas conquistas no desenvolvimento sustentável nos últimos anos, para um encontro que será realizado entre 10 e 12 de agosto, informou nesta terça-feira a prefeitura da capital colombiana.

Representantes da prefeitura da capital colombiana e da ONU apresentaram Bogotá como a sede mundial dos “Diálogos de Alto Nível sobre Cidades, Transporte e Turismo Sustentável” no segundo aniversário da Cúpula “Rio+20″.

O encontro é uma iniciativa em comemoração ao aniversário da Rio+20 e do documento intitulado “The Future We Want” (‘O futuro que nós queremos’, elaborado na Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável), que teve o primeiro encontro ano passado em Berlim.

A agenda acadêmica reunirá mais de 350 líderes mundiais entre representantes de alto nível de entidades internacionais e nacionais, especialistas e acadêmicos como Boyd Cohen (Cidades Inteligentes), o secretário-geral do conselho Internacional para as iniciativas Ambientais locais (Iclei), Gino Van Begin, e o prefeito de Quito, Manuel Rodas.

O secretário-geral do Fórum Global de Assentamentos Humanos (GFHS), Lu Haifeng, declarou que Bogotá foi escolhida como cidade anfitriã por demonstrar “suas conquistas em relação ao desenvolvimento sustentável”.

Além disso, o objetivo dos diálogos é fortalecer os compromissos dos Estados e das cidades para combater os efeitos da mudança climática para solucionar os temas de mobilidade e reduzir a pobreza.

“Nestes últimos anos, Bogotá demonstrou suas conquistas e boas experiências em relação ao desenvolvimento sustentável”, disse Haifeng, que destacou as boas práticas que Bogotá tem implementado para se tornar uma cidade sustentável, com mobilidade verde e proteção ao patrimônio.

Para Haifeng, um pré-requisito para erradicar a pobreza e melhorar a eficiência dos recursos para garantir o desenvolvimento sustentável é transformar “as cidades mais verdes” e conseguir que “o transporte urbano e turismo sejam mais sustentáveis”.

O prefeito de Bogotá, Gustavo Petro, afirmou que esta reunião “permitirá ampliar as discussões em nível global”.

“Fomos os líderes da construção de redes de cidades que se aglutinam ao redor das tarefas da mudança climática”, acrescentou Petro.

O “Plano de Desenvolvimento Distrital: Bogotá Humana 2012-2016″ estabelece políticas públicas para “a adaptação à mudança climática” e a redução dos gases efeito estufa. A capital colombiana ainda lidera projetos de transporte sustentável, como um de táxis elétricos e a frota de ônibus híbridos da Transmilênio.

Já o diretor do Instituto de Desenvolvimento Urbano, William Camargo, reconheceu que Bogotá tem uma série de iniciativas associadas à sustentabilidade e à mudança climática que ajudam a “reduzir a mortalidade e a morbidade”.

Nesse sentido, existem linhas que avançam em um caminho de desenvolvimento sustentável “com a inclusão e a melhora da qualidade de vida de todos os cidadãos de Bogotá”. (Fonte: Terra)

JOSÉ GILBERTO DE AGUIAR
PR - UMUARAMA

Indique esta Notícia enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?idNtc=3477383436


 retorna


 :: Pesquisa Noticias
contenha a palavra 

pesquisar
opções
avançada



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade