retorna
  :: Notícia selecionada
07/02/2012  O posicionamento de José Sérgio Gabrielli sobre o petróleo, crescimento econômico e problemas ambientais

Num debate intenso no Roda Viva, o Presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli de Azevedo focou alguns pontos sobre a demanda energética atual, crescimento econômico e questões climáticas. Seu raciocínio é fácil.

Em nível mundial, o número de barris de petróleo per capita consumidos subiu. Os países desenvolvidos diminuíram a utilização do petróleo nos últimos tempos. Segundo o presidente, o que ocorreu foi o aumento do consumo nos países emergentes (Índia, China, países da África e Brasil).  A inclusão social faz o consumo aumentar. Colocar eletrodomésticos em casa, aumentar a mobilidade (através de carros, aviões e outros transportes, etc.) consequentemente faz a demanda energética aumentar.

Se somar a contribuição energética de outras fontes energéticas primárias (eólica, solar, geotermais, e ondas) eles contribuem apenas com 0,9% do total e se consideramos os avanços tecnológicos daqui a vinte anos, com crescimento de 10 vezes, sairia de 0,9% para 9%. É relativamente muito pequeno. E então afirma: “não temos nenhuma ilusão de que energia alternativa vá ser substituta do petróleo, gás e carvão”.

E podemos pensar facilmente: seja desenvolvido, subdesenvolvido ou emergente, os países precisam fechar seus balanços anuais positivamente e por serem moldados na vida moderna, o petróleo, gás e carvão nunca deixará de ser utilizado.

“Não há como escapar da utilização do petróleo na vida moderna.” O que ocorrerá no futuro é aumentar a eficiência. Por exemplo, 10% do consumo de gasolina poderia ser evitada se os pneus estivessem sempre calibrados; uma outra porcentagem de consumo seria diminuída se não houvessem congestionamentos; a troca de ar entre o meio interno e externo nos ares-condicionados poderiam ser mais eficientes fazendo com que o consumo energético diminuir, etc.

Diante desses fatos, fica difícil um ambientalista se posicionar, mesmo com a insistência dos cientistas em anunciar possíveis catástrofes ambientais caso nenhuma providência seja tomada daqui em diante.


Indique esta Notícia enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?idNtc=3077353937


 retorna


 :: Pesquisa Noticias
contenha a palavra 

pesquisar
opções
avançada



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade