retorna
  :: Notícia selecionada
12/01/2012  O empasse do Lago Natron

O lago Natron, na Tanzânia é um dos principais sítios de reprodução do flamingo-menor (Phoenicopterus minor) e está na mira do presidente, Jakaya Kikwete. Ele disse que “temos que desenvolver para um país industrializado e para conseguir isso temos que pensar adiante, planejar e colocar as estratégias em ação. Diferente de outros países no qual são forçados a importar matéria-prima, nosso país tem toda a matéria-prima necessária para desenvolver nossas indústrias”.  Essa afirmação se dá pelo fato do Lago Natron possuir grandes reservas de soda cáustica.

A Tanzânia é um dos países mais pobres do mundo e sabemos que não há desenvolvimento sem industrialização. Porém a exploração da soda traria um grande impacto sobre o lago, levando a um declínio populacional do flamingo. Além da perda sem precedentes (os ecólogos sabem que há uma relação muito íntima entre o ambiente e o organismo), tal ação poderia trazer prejuízos ao turismo, pois o espetáculo que ocorre na época reprodutiva atrai muitos observadores.

Por outro lado o presidente rebate: “não há necessidade de mais delongas, porque a experiência mostra que escavações podem continuar sem algum distúrbio ao ecossistema lá, ativistas ambientais querem pessoas que acreditem que a movimentação irá arrasar os flamingos, o que não é verdade”.

E ainda diz: “não podemos continuar lamentando nosso país sendo pobre enquanto nossos minerais são mentidos serem inexplorados e com exploração no Lago Natron, nós não seremos os primeiros a fazer isso, porque nosso vizinho, Kênia, está fazendo o mesmo no outro lado do lago”, se referindo à empresa Magadi Soda Ash, no Kenia.

A exploração de soda cáustica, além de grandes investimentos externos que atrairia de outros países, as diversas aplicações que esse recurso possui fomentaria o desenvolvimento interno em diversas frentes, já que tem várias aplicações: branqueamento de celulose e papel, elaboração de materiais de limpeza, processo de tratamento de água (fazendo ajuste do pH), obtenção de zinco e alumínio, refino de petróleo, além da participação em diversos processos químicos.

Esse é mais um dilema entre desenvolvimento econômico e manutenção da biodiversidade e ecossistemas.



Indique esta Notícia enviando o Link:
http://www.crbiodigital.com.br/portal?idNtc=3077353838


 retorna


 :: Pesquisa Noticias
contenha a palavra 

pesquisar
opções
avançada



Copyright 2007  -   contatocrbiodigital@crbiodigital.com.br  -   privacidade